Calendário

Comissão do Ministério da Educação visitará Escola de Enfermagem para renovação do reconhecimento do curso de Gestão de Serviços de Saúde

A Escola de Enfermagem da UFMG recebe, nos dias 26 e 27 de março, uma comissão do Ministério da Educação (MEC) para o processo de renovação do reconhecimento do curso de graduação de Gestão de Serviços de Saúde. Na primeira avaliação, realizada em 2013, o curso obteve nota máxima, 5.

De acordo com a professora Sônia Maria Nunes Viana, coordenadora do Colegiado do curso, serão avaliadas as dimensões de Organização Pedagógica, Colegiado, Corpo Docente e Infra Estrutura.

Sônia ressalta que para obter uma avaliação positiva, é fundamental que haja participação de toda a comunidade acadêmica, estudantes, professores e servidores. “Além da preparação de documentos a serem apresentados a Comissão, reuniões docentes, reuniões discentes, sensibilização de toda a comunidade acadêmica está acontecendo com o objetivo de reforçar a importância do processo de avaliação externa do curso. Parceiros de estágio e biblioteca também serão visitados pela Comissão”, explicou.

O curso
O curso de Gestão de Serviços de Saúde é oferecido pela UFMG desde 2009 dentro do Plano de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais (Reuni) - programa do governo federal lançado no vestibular para início em 2009.
No total, são oferecidas 50 vagas por semestre e a duração é de quatro anos e meio. O curso é noturno e tem uma carga horária total de 3000 horas divididas em 2145 obrigatórias e 855 optativas.

O curso de Gestão de Serviços de Saúde tem uma proposta multidisciplinar, reunindo o conhecimento das áreas de Saúde, Administração, Economia, Demografia e Contabilidade.

O objetivo do curso é formar bacharéis para atuar na gestão dos serviços de saúde, de maneira inovadora, humanista e eticamente comprometida com as necessidades de saúde da população, por meio de ferramentas para identificar, diagnosticar e propor soluções criativas em áreas críticas, ampliando a capacidade de resposta dos serviços de saúde. O profissional atuará na gestão de serviços de saúde, em todos os níveis de complexidade, como hospitais, centros de saúde, serviços de urgência, saúde suplementar, secretarias municipais e estaduais. Para tanto, é importante que o gestor seja crítico, empreendedor e tenha uma ampla visão do contexto social, político e econômico do país.