Calendário

Maio 2023
Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Centro de Memória da Escola de Enfermagem abre agenda de visitas da comunidade interna e externa

O projeto de extensão do Centro de Memória da Escola de Enfermagem da UFMG “Visita mediada: o CEMENF de portas abertas” está com a agenda de 2023 aberta para novas visitas da comunidade interna e externa. Os interessados podem fazer contato por meio do e-mail visitaguiadacemenf@gmail.com

Coordenado pela professora do Departamento de Enfermagem Básica Fernanda Batista Oliveira Santos, o projeto, criado em 2019 e vinculado à Rede de Museus e Espaços de Ciências e Cultura da UFMG, tem como objetivos realizar visitas mediadas ao espaço museográfico do CEMENF; discutir sobre objetos e documentos históricos da enfermagem e relacioná-los aos seus contextos e analisar o processo de profissionalização da enfermagem mineira e brasileira.

IMG 4941A professora Fernanda Batista conduzindo a visita dos alunos do  Grau Técnico Belo Horizonte

A professora ressalta que, desde o início do projeto, já foram mais de 3 mil visitas presenciais e virtuais, com apoio de estudantes extensionistas da UFMG e que a intenção é oferecer a visita virtual ao CEMENF para qualquer localidade brasileira e iniciar assim que possível um piloto de internacionalização do projeto para a América Latina.

O CEMENF
Centro de Memória da Escola de Enfermagem da Universidade Federal de Minas Gerais (CEMENF/UFMG) foi criado em 22 de fevereiro de 2006, é alicerçado no ideal de preservação e estudo da memória institucional e da saúde, e vinculado à Rede de Museus da UFMG. As pesquisas que tratam da memória e trajetória da Escola de Enfermagem da UFMG mostram que a escola é uma referência para a história da profissionalização da enfermagem mineira e brasileira. “Entende-se que oportunizar a visita ao CEMENF à comunidade interna e externa é disponibilizar o bem público da UFMG à sociedade, permitindo com que a universidade siga cumprindo com a sua máxima extensionista de devolver a ela todo o investimento feito pelos brasileiros. O projeto vem oportunizando o descortinar dos caminhos da trajetória da Enfermagem como profissão no estado de Minas Gerais que permitiram com que a Escola de Enfermagem da UFMG se materializasse em uma instituição sólida para o conhecimento científico na saúde”, destaca a coordenadora.