Calendário

Nova versão do SiGA Mobile facilitará realização de matrículas

Os estudantes de graduação poderão efetuar, na próxima semana (10 a 13 de novembro), sua matrícula para o segundo período de 2020 por meio da nova versão do aplicativo mobile Siga UFMG, desenvolvido pela Diretoria de Tecnologia da Informação (DTI). O objetivo da ferramenta é facilitar o processo e simplificar o acesso às informações acadêmicas.

O login e a senha requisitados para acessar o Sistema Acadêmico da Graduação (SiGA) são os mesmos da plataforma MinhaUFMG. A nova versão do aplicativo poderá ser baixada, a partir de segunda-feira, 9 de novembro, para os sistemas Android e iOS por meio do Google Play e da App Store.

Outras funcionalidades disponíveis são consulta a ocorrências, planos de estudos, diários (notas e frequência), documentos autenticáveis e relatórios. Por meio do aplicativo, também é possível gerar o comprovante de matrícula. Notificações são enviadas aos usuários a cada alteração na matrícula, inserção e alteração de notas e faltas e após o lançamento de ocorrências acadêmicas e curriculares, além de outras notificações da UFMG.

Para o vice-reitor Alessandro Fernandes Moreira, a nova funcionalidade do SiGA Mobile vai “trazer mais agilidade ao processo de matrícula nas atividades acadêmicas e proporcionar mais comodidade ao estudante na sua interação com o Sistema Acadêmico da UFMG".

De acordo com a coordenadora dos Sistemas Acadêmicos da UFMG, Daniele Zárate, nos períodos de matrícula dos cursos de graduação, é comum que o sistema fique sobrecarregado, o que resulta em dificuldades para os alunos. "A expectativa é que a utilização do SiGA na versão mobile diminua a sobrecarga do sistema durante o processo de matrícula”, afirma.

Para isso, a coordenadora alerta para a importância da adesão da comunidade estudantil – especialmente durante a vigência do ensino remoto emergencial – à versão mobile para que os processos sejam realizados com mais comodidade e agilidade. “O ideal é que a maioria dos alunos utilize a ferramenta”, defende Zárate. Ela projeta que, para o primeiro período letivo de 2021, o requerimento de matrícula dos alunos de pós-graduação também estará disponível no aplicativo, além de outras funcionalidades.

Avaliação dos professores
Daniele Zárate destaca que todos os alunos da graduação deverão preencher o questionário de avaliação dos professores, já disponível na plataforma MinhaUFMG. O preenchimento é requisito para a efetivação das matrículas no período de 10 a 13 de novembro – tanto para os estudantes que utilizarem a versão web do SiGA (em um computador) quanto para aqueles que recorrerem ao aplicativo. "É recomendável que a comunidade discente conclua esse questionário com a máxima antecedência, para evitar que haja algum impedimento no período da matrícula", enfatiza.

Investimentos em TI
O aprimoramento do SiGA está alinhado a um esforço de atualização da infraestrutura de informática da UFMG. O processo envolve a substituição do conjunto de computadores-servidores e do sistema de armazenamento em disco por um novo conjunto de máquinas que combina essas duas funções, em um processo denominado de hiperconvergência.

De acordo com o Diretor de Tecnologia da Informação da UFMG, Dorgival Guedes, a solução vai aumentar a capacidade de processamento e de armazenamento de dados dos serviços ofertados à comunidade. O investimento total será de aproximadamente R$ 3 milhões. Cerca de 80% dos equipamentos foram adquiridos no ano passado.

“Na versão final, teremos dois conjuntos de servidores situados em dois pontos diferentes do campus. Além de aumentar a capacidade, isso amplia a proteção contra eventuais falhas em qualquer um dos dois conjuntos. Se, por exemplo, faltar energia em um dos pontos, o outro continuará funcionando”, informa.

Dorgival Guedes explica que, para manter o sistema seguro, é necessário que ele seja atualizado regularmente. “Como não temos ainda a solução completa, são necessárias paradas periódicas dos equipamentos, para que as atualizações e mudanças de configuração sejam realizadas”, afirma.

Essas atualizações, segundo ele, estão hoje programadas para as madrugadas do primeiro e terceiro domingos de cada mês. Com o sistema completo, no entanto, não serão necessárias paradas totais para atualizações. Isso porque elas poderão ser procedidas em um dos conjuntos enquanto o outro permanecer ativo.

"O desempenho dos sistemas já é bem superior ao que tínhamos até recentemente. Com os novos recursos, o espaço de armazenamento para vários sistemas importantes foi aumentado, e novos processadores foram adicionados”, conclui Dorgival Guedes.

(Com Centro de Comunicação da UFMG)