Calendário

Dezembro 2020
Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

No Dia Mundial de Higiene das Mãos, professora Adriana Oliveira fala sobre os desafios atuais

Hoje, 5 de Maio, mais uma vez chega o momento de comemorarmos o Dia Mundial de Higiene das Mãos (HM), proposto pela Organização Mundial de Saúde (OMS), reforçando a premissa de que o cuidado limpo está em nossas mãos.

Nossas ações, nesta data, sempre buscaram incentivar profissionais de saúde e comunidade a melhorarem a adesão a higiene de mãos como cuidado fundamental para reduzir a disseminação de microrganismos.

No entanto, nesse ano, com a pandemia do novo coronavírus, essa campanha se fortalece ainda mais, quando a OMS nos coloca claramente que a HM com água e sabão e, quando não for possível, com o uso do álcool em gel está entre o conjunto das principais medidas de prevenção da disseminação do coronavírus.

E, para além desse momento, a higiene das mãos está entre os desafios mais urgentes identificados pelas Nações Unidas a serem enfrentados nos próximos 10 anos (agenda 2020-2030) pela comunidade global.

Visa fortalecer o primeiro desafio global da Organização Mundial de Saúde, incluindo as melhores práticas de higiene das mãos e o papel central desempenhado por enfermeiras e parteiras no alcance de um cuidado seguro.

A ideia foi evidenciar, no ano dedicado à Enfermagem, em comemoração ao bicentenário de nascimento de Florence Nightingale, declarado pela OMS para 2020, a contribuição crucial desses profissionais para o fortalecimento dos sistemas de saúde de qualidade, prevenindo infecções associadas aos cuidados de saúde e, nesse momento de forma importante em destaque, no enfrentamento da pandemia da Covid-19.

Assim, a OMS nos relembra que, a melhoria da adesão à higiene das mãos é um desafio contínuo, mas que soluções simples e de baixo custo podem superá-la, inclusive no apoio à segurança e dignidade das populações e nos serviços de saúde.

Para essa data, algumas premissas foram definidas pela OMS para o Dia Mundial de Higiene das Mãos e que envolvem a todos, como uma convocação aos diferentes atores sociais desse processo. E nos aponta:

Enfermeiras: “O cuidado seguro começa com você."

Parteiras: “Suas mãos fazem toda a diferença para mães e bebês.”

Gestores e formuladores de políticas: "Lembre-se que o quantitativo de pessoal de enfermagem está diretamente relacionado à prevenção das infecções e melhoria do cuidado seguro e de qualidade ao paciente. Invista em mecanismos de qualificação da enfermagem, como reconhecimento de sua liderança e protagonismo".

Líderes do Controle de Infecção: "Capacite enfermeiras e parteiras na prestação do cuidado seguro."

Pacientes e famílias: "Cuidado mais seguro para você, com você".

Assim, lembramos que, o dia de hoje deve nos remeter a um reforço do que precisamos atentar para todos os demais dias, higienizar as mãos, cuidar de si, proteger o outro, em todos os níveis, em todos os segmentos, sociais, institucionais e políticos, sobretudo nesse momento da pandemia, higienizar as mãos representa além do cuidado seguro, um ato de amor, de compromisso e de segurança para toda sociedade.

(Por: Adriana Cristina Oliveira, Professora Titular do Departamento de Enfermagem Básica da Escola de Enfermagem da UFMG)