Calendário

Novembro 2020
Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
20
21
22
23
24
29

Pesquisa colhe informações sobre depressão e ansiedade em alunos dos cursos de saúde

Topo PADU 768x292
Alunos dos cursos da área da saúde na UFMG podem participar da Pesquisa sobre Ansiedade e Depressão em Universitários (PADU), que envolve seis instituições de ensino superior de Minas Gerais. O objetivo da ação é conhecer as especificidades e subsidiar as Universidades de dados para a formulação de políticas específicas de acolhimento, prevenção e promoção de saúde.

Até o final de fevereiro, discentes dos cursos de Medicina, Fonoaudiologia, Tecnologia em Radiologia, Psicologia, Fisioterapia, Farmácia, Nutrição, Enfermagem e Odontologia podem preencher o formulário online da pesquisa. O projeto é multicêntrico e envolve, além da UFMG, as universidades UFLA, UFSJ, UFTM, UFOP e UFJF.

O professor Helian Nunes de Oliveira, do Departamento de Medicina Preventiva e Social (MPS) da Faculdade de Medicina é o coordenador da pesquisa na UFMG. Segundo ele, a potência do projeto está no conhecimento das diferentes realidades dentro das instituições. “É importante a universidade fazer pesquisas que envolvam a saúde mental da sua comunidade. Pode haver diferenças nos dados entre cursos, faixa etária e vulnerabilidades, já que o público é muito diverso”, explica.

Helian ressalta que os resultados poderão alimentar políticas de prevenção e promoção de saúde. “Os cursos da área da saúde geralmente têm sobrecarga de horários e outras questões específicas. Devemos aprender a cuidar de quem está aprendendo a cuidar”, afirma o professor, que faz parte do grupo de pesquisa em Saúde Mental Coletiva do MPS e realiza o trabalho do PADU em parceria com as professoras Elaine Machado e Aline Dayrell.

A pesquisa
O questionário do PADU é composto por alguns módulos: socioeconômico, hábitos de vida, condições de saúde, vivências acadêmicas, qualidade de vida, resiliência e sintomas de depressão, ansiedade e estresse. O tempo médio para preenchimento é de aproximadamente 30 minutos. Todas as informações obtidas serão confidenciais e sua divulgação científica ocorrerá de forma coletiva, nunca individualmente.

Nomeado “Sintomas de transtorno de ansiedade e depressão entre estudantes universitários de Minas Gerais: prevalência e fatores associados”, o projeto conta com perfis em redes sociais. Neles, os estudantes podem tirar dúvidas sobre o tema e, futuramente, consultar resultados da pesquisa.
(Com Centro de Comunicação da Faculdade de Medicina da UFMG)