Calendário

Novembro 2020
Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
20
21
22
23
24
29

Internato Rural de Nutrição oferece curso de atualização para nutricionistas de municípios mineiros

Nutriciniostas capacitaçãoO Internato Rural de Nutrição da Escola de Enfermagem da UFMG promoveu, nos dias 12 e 13 deste mês, o Curso de Atualização em Promoção da Alimentação Adequada e Saudável na Atenção Básica para nutricionistas dos municípios de Conceição do Mato Dentro, Santana do Riacho, Ibirité e Pains. A atividade foi organizada pelos professores do Departamento de Nutrição José Divino Lopes Filho e Paula Martins Horta.

Os objetivos foram debater referências teóricas relacionadas às estratégias coletivas para promoção da alimentação saudável, além de atualizar os nutricionistas dos municípios parceiros ao Internato Rural sobre a Assistência Nutricional Domiciliar. Foi apresentado e divulgado o Instrutivo “Metodologia de Trabalho em Grupos para Ações de Alimentação e Nutrição na Atenção Básica e Materiais de Apoio”, onde houve discussões a cerca das referências teóricas relacionadas à Terapia Nutricional Enteral Domiciliar e suas aplicações na prática assistencial. Além disso, os participantes puderam conhecer e elaborar dietas enterais artesanais/semi-artesanais que podem ser prescritas aos indivíduos em Suporte Nutricional Enteral.

“É uma iniciativa que oferta a contrapartida do curso junto aos nutricionistas supervisores de estágio de nutrição nestes municípios. Ao promover a atualização de nutricionistas para a prática da atenção nutricional qualificada, o internato contribui para que esta capacitação se expresse cada vez mais na qualificação dos estudantes”, relatou o professor José Divino.

A metodologia das atividades foi dividida nos critérios Estratégias coletiva para promoção da alimentação adequada e saudável; e Terapia Nutricional Enteral Domiciliar. Ambos os módulos foram desenvolvidos por meio de aulas expositivas dialogadas, procurando contextualizar a prática profissional dos alunos à teoria desenvolvida. O segundo módulo foi composto por aulas práticas destinadas a elaboração e padronização da dieta enteral semi-artesanal.
“Na terapia nutricional enteral domiciliar é oferecida uma dieta que pode ser tanto industrial quanto artesanal. Nosso objetivo é conhecer a respeito da artesanal, que pode ser preparada em casa com os alimentos convencionais, e fazer com que os nutricionistas tenham conhecimento de como é a prática do preparo dela. A dieta artesanal traz vários benefícios nutricionais e sociais: baixo custo, não é vista como medicamento, permite o vínculo com o alimento, a família pode preparar com o que tiver em casa, dentre outros”, contou a nutricionista no Hospital Risoleta Tolentino Neves, Lígia Amanda Ventura, egressa do curso de Nutrição da EEUFMG.

dieta enteralSueli Aparecida de Oliveira, nutricionista em Conceição do Mato Dentro, participou do curso e aproveitou a oportunidade para ampliar os conhecimentos e melhorar seu desempenho profissional. “Essa capacitação nos proporcionou a interação com outros profissionais e o contato com novas experiências. Além disso, os professores nos trouxeram o que há de mais novo na literatura e assim podemos inovar no cuidado. A parceria feita pelo projeto é muito importante, pois abre novos horizontes e possibilidade de implementação de novas ações nas unidades intermunicipais”, relatou.

Já para Karine Oliveira Noronha Ribeiro, nutricionista do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF), em Pains-MG, ressaltou que graças ao Projeto do Internato Rural houve uma inovação no cuidado alimentício aos portadores de necessidades nutricionais especiais. “A parceria entre a UFMG e os municípios participantes do projeto é fundamental para a troca de experiências e conhecimentos e assim é possível melhorar cada vez mais o atendimento”.
Redação: Vívian Mota (estagiária de jornalismo)
Edição: Rosânia Felipe (Jornalista)