Calendário

Outubro 2021
Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Projeto de Extensão promove intervenção com libras

semana do surdo
A partir desta segunda-feira, 23 de setembro, em celebração a semana do surdo, a Escola de Enfermagem e a Faculdade de Medicina da UFMG recebem ações de conscientização sobre as necessidades das pessoas com surdez. A iniciativa das intervenções é do projeto de extensão “Comunica”, que tem o objetivo de debater sobre a inclusão social e o preparo do sistema de saúde em atender essas pessoas.

Uma das ações será a exposição de sinais de libras nos murais espalhados por toda a Instituição e, para saber o que significam, será necessário acessar com o leitor de QR Code ou nas redes sociais do projeto. Para a aluna de fonoaudiologia da Faculdade de Medicina e participante do Projeto, Jenifer Melo, essa conscientização voltada para os alunos da área da saúde, o objetivo é que o surdo possa tem um atendimento completo e humanizado em qualquer ambiente.

Para garantir a inclusão, a atuação do Projeto também atua na disseminação das libras. A professora lembra que essa já é uma língua oficial, mas ainda pouco falada e conhecida. “Por conta disso, os surdos ficam prejudicados no mercado de trabalho, na academia, nas ações sociais e de lazer”, aponta.

Para a professora do Departamento de Fonoaudiologia da Faculdade e coordenadora do Projeto Comunica, Sirley Alves, esse é um momento de reflexão para a comunidade surda no Brasil, sobre a inclusão e o seu papel na sociedade. “Essa semana é comemorada, para lembrar que ainda tem muita coisa a ser feita pela inclusão dos surdos na sociedade”, afirma.

Você sabe libras?
A estudante Jenifer Melo conta que os sinais selecionados se relacionam ao Setembro Amarelo, campanha sobre a prevenção do suicídio, e ao Setembro Azul, mês da visibilidade da comunidade surda. “A ação é voltada principalmente para os alunos e profissionais da área da saúde, mas queremos atingir todo mundo, porque qualquer pessoa pode ter contato com um surdo”, afirma.

Para a estudante, ações como essa levam a conscientização sobre o prejuízo que a pessoa surda tem na comunicação, por causa do desconhecimento da linguagem de libras. “A sensibilização está crescendo, mas ainda precisam ser tomadas atitudes concretas”, avalia.

Outras ações para a semana
No dia 30 de setembro, o Projeto Comunica também promoverá outras atividades, para ampliar o debate sobre a saúde auditiva e a inclusão social do surdo. O objetivo é falar também sobre o cuidado integrado da Otorrinolaringologia e da Fonoaudiologia.

Por isso, a primeira atividade é uma roda de conversa com a professora do Departamento de Fonoaudiologia da Faculdade de Medicina, Izabel Cristina, e o médico residente em otorrinolaringologia do Hospital das Clínicas da UFMG, Luiz Felipe Bartolomeu. Este evento será a partir de 12h, no Hall da Faculdade de Medicina, com participação aberta ao público.

O professor do Departamento de Oftalmologia e Otorrinolaringologia, Celso Gonçalves, também ministrará uma aula aberta sobre a temática. A aula será dada em conjunto com a fonoaudióloga convidada, Ana Cristina Mares. Essa segunda atividade será a partir de 19h, na sala 22 da Faculdade. Quem deseja participar com emissão de certificado, deve realizar inscrição por e-mail para comunicaprojetoufmg@gmail.com, contendo nome, curso e período.

Projeto Comunica
A coordenadora do Projeto conta que o Comunica é um projeto de extensão protagonizado pelos alunos de fonoaudiologia da Faculdade. A atuação é voltada para a conscientização dos estudantes da Instituição sobre a questão do surdo no sistema de saúde brasileiro.

Para saber mais sobre o Projeto Comunica e as ações para a semana do surdo, acesse a página do Facebook e do Instagram.
(Com Centro de Comunicação da Faculdade de Medicina da UFMG)