Calendário

Agosto 2020
Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom

Professora e alunos participam de ações de promoção à saúde para população em situação de rua

Nesta quarta-feira, 4 de setembro, a professora Giselle Lima de Freitas e os alunos do curso de Nutrição da Escola de Enfermagem da UFMG, Carolina Moraes Preihsner de la Cerda, Luiza Ali Dinis e Guilherme Fonseca Graciano participaram da 6ª edição do “Integra Pop Rua”, promovida pela Prefeitura de Belo Horizonte. A ação, voltada para pessoas em situação de rua, tem como objetivo oferecer atividades de promoção à saúde e de proteção social e foi realizada no Centro de Referência da População de Rua – CentroPop.

orientações pop ruaA professora Giselle, que coordena o projeto de extensão “Aperfeiçoamento da assistência e da educação em saúde para a população em situação de rua”, explicou que durante a ação foram passadas orientações sobre hipertensão e diabetes, hábitos de vida e avaliação dos pés. “Aspecto importante a ser destacado é a possibilidade de estabelecimento de vínculo profissional-usuário, atributo essencial da Atenção Primária à Saúde, uma vez que a ação contou com a participação dos profissionais de saúde do Centro de Saúde de referência. Destaca-se que os usuários que apresentaram demandas de saúde durante a ação foram encaminhados ao Centro de Saúde, facilitando o acesso a essa população”.

Além disso, os participantes receberam orientações sobre saúde bucal, saúde sexual, doenças respiratórias e sobre os cuidados com a saúde do homem, da mulher e do idoso. Também foram oferecidas vacinas contra (acho que só tétano e sarampo mesmo), tétano e sarampo, testes rápidos de sífilis, hepatites B e C e HIV, além de aulas de ginástica, forró, corte de cabelo e distribuição de preservativos. Foram informados, ainda, sobre benefícios socioassistenciais e direitos do cidadão.

A Assistente Social Thatiany Phaola Moraes e Silva, Referência Técnica da Gerência de Assistência, Epidemiologia e Regulação Centro-Sul, enfatizou que essa ação é muito importante por conseguir vincular essas pessoas em situação de rua aos serviços. “Contamos com uma equipe multidisciplinar, disponibilizamos tudo em um só espaço para atender essa população. A parceria com a UFMG é essencial, não só hoje, como quinzenalmente com o projeto de extensão da professora Giselle”, pontuou.

Luciano da Silva, de 40 anos, que está em situação de rua há cerca de um ano, falou da importância da ação para quem vive nas ruas. “Achei muito importante porque avalia a nossa saúde em vários sentidos. Eu não sabia desse trabalho aqui no CentroPop, vim participar e gostei muito, principalmente da questão dos pés, que eu me preocupo muito, porque como ando bastante, acabo necessitando da saúde dos meus pés para me locomover”, ressaltou.

A ação, que contou com cerca de 200 pessoas, foi desenvolvida pelas secretarias municipais de Saúde e de Assistência Social, Segurança Alimentar e Cidadania, e em parceria com Integrantes do Comitê da Política Municipal para a População em Situação de Rua de Belo Horizonte, Defensoria Pública e com a Escola de Enfermagem da UFMG, por meio do projeto de extensão.
(Com Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Belo Horizonte)