Calendário

Professor da Universidade Católica Portuguesa ministra aula inaugural da Pós-Graduação em Enfermagem

Professores e alunos do Programa de Pós-graduação lotaram o auditório Maria Sinno na tarde desta terça-feira, 6, durante aula inaugural com o professor da Universidade Católica Portuguesa, Sérgio Joaquim Deodato Fernandes, que abordou “Decisão ética de enfermagem no cuidado avançado”.

A professora Kênia Lara Silva, coordenadora do Colegiado de Pós-Graduação em Enfermagem, falou sobre a importância de abordar o tema. “A decisão ética é um requisito fundamental para a prática da Enfermagem no cuidado avançado. Em todo o mundo, a Enfermagem é chamada a ampliar o seu escopo de práticas. Contudo, nem sempre essa discussão é realizada a partir dos fundamentos éticos que sustentam a profissão”.

Aula Inaugural da PósEm sua palestra, o professor Sérgio, para exemplificar a importância das tomadas de decisões no âmbito do profissional de enfermagem no cuidado avançado, citou casos que implicam em momentos que o enfermeiro tem que decidir. “O enfermeiro é um profissional do cuidado, que decide todos os dias, e muitas vezes as circunstância têm grande importância, como é o caso do cuidado na urgência. Então, a decisão na área da saúde e na enfermagem em particular tem sempre que ser pensada”, disse Sérgio ao comentar sobre a importância da discussão do tema.

“Constitui problema ético de enfermagem, a existência de incerteza face à decisão para agir, quando está em causa o desrespeito pela dignidade das pessoas, dos seus direitos, da sua vontade ou em risco a sua saúde ou o seu bem-estar, suscitando dúvidas ou conflitos sobre os direitos, os valores, os princípios ou as normas a adaptar como fundamentação para a escolha das intervenções de enfermagem, perante uma decisão de cuidado em concreto”, explicou o professor.

Ele falou, ainda, que para as melhores decisões serem tomadas, que são acima de tudo para os pacientes, tem que haver essa discussão. “A discussão dos elementos que influenciarão nas atitudes finais são fundamentais e deve nos orientar a procurarmos novas pistas para tomarmos as melhores decisões. Essas decisãoes devem sempre serem as melhores para os pacientes”, completou.