Calendário

Na Semana do Aleitamento Materno, hospital da UFMG aborda dicas e mitos da amamentação

A Maternidade do Hospital Risoleta Tolentino Neves (HRTN-UFMG) preparou uma série de dicas e curiosidade sobre o leite materno para a Semana Mundial o Aleitamento Materno, que vai até 7 de agosto. Neste ano, o tema é Capacite os pais e permita a amamentação, agora e no futuro. A semana foi criada em 1992, pela Aliança Mundial de Ação pró-Amamentação (WABA).

Amamentação1São várias as funções do leite materno para a criança e é por isso que é tão importante. Recomenda-se a amamentação até os dois anos de idade. Vale salientar ainda que o bebê deve receber apenas o leite materno nos primeiros seis meses de vida, não é necessário outro tipo de alimento, nem mesmo água.

Atualmente com 54 leitos Materno Infantil, 16 deles de Cuidado Progressivo Neonatal, a Maternidade do Risoleta Neves atende gestantes de risco alto e habitua. Em 2018, foram realizados 2970 partos e, somente no primeiro semestre deste ano, outros 1555. Desses partos, 78% foram normais e assistidos por enfermeira obstetra, número que dá ao hospital a menor taxa de cesárea de Belo Horizonte, 22%. As gestantes são assistidas em um ambiente que favorece a fisiologia do parto, com atendimento acolhedor e respeitoso, aplicando intervenções apenas quando necessárias.

Confira as dicas e curiosidades sobre a amamentação e o leite materno:

1 - Você sabia que amamentar pode evitar diarreia infantil?
Crianças não amamentadas têm um risco três vezes maior de desidratarem e de morrerem por diarreia quando comparadas com as amamentadas.

2 - Você sabia que amamentar pode evitar infecção respiratória?
Estudos apontam que a chance de uma criança não amamentada internar por pneumonia nos primeiros três meses foi 61 vezes maior do que em crianças amamentadas.

3 - Você sabia que amamentar pode diminuir o risco de alergias?
A exposição a pequenas doses de leite de vaca nos primeiros dias de vida parece aumentar o risco de alergia a esse alimento. Por isso é, importante evitar o uso desnecessário alimentos alternativos que não sejam a amamentação.

4 - Você sabia que amamentar pode surtir um efeito positivo na inteligência da criança?
Há evidências de que o aleitamento materno contribui para um melhor desenvolvimento cognitivo.

5 - Você sabia que amamentar pode proteger mulheres contra o câncer de mama?
Estima-se que o risco de contrair a doença diminua 4,3% a cada 12 meses de duração de amamentação.

6 - É mito amamentar de 3 em 3 horas?
Recomenda-se que a criança seja amamentada sem restrições de horários e de tempo de permanência na mama. É o que se chama de amamentação em livre demanda.

7 - O bebê deve mamar 30 minutos em cada mama?
O tempo de permanência na mama não deve ser fixado, haja vista que o tempo necessário para esvaziar uma mama varia para cada dupla mãe/bebê.

8 - Só o seio materno sacia a sede do bebê?
Água ou chás nos primeiros seis meses torna-se desnecessário, mesmo em locais secos e quentes, pois há evidências de que o seu uso está associado com desmame precoce e aumento da morbimortalidade infantil.

9 - Usar chupeta atrapalha a amamentação?
Crianças que usam chupetas, em geral, são amamentadas com menos frequência, o que pode comprometer a produção de leite e, por consequência, a nutrição.

10 - Leite fraco existe?
Muitas mulheres se preocupam com o aspecto de seu leite, acham que, por ser transparente em algumas ocasiões, o leite é fraco e não sustenta a criança. Por isso, é importante que as mulheres saibam que a cor do leite varia ao longo de uma mamada e também com a dieta da mãe.

(Assessoria de Comunicação do Hospital Universitário Risoleta Tolentino Neves)