Calendário

Novembro 2020
Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
20
21
22
23
24
29

"Onde há Enfermagem, há vida" foi tema de webconferência ministrada por professoras da Escola

Na última sexta-feira, 5 de julho, as professoras Kleyde Ventura de Souza e Sônia Maria Soares ministraram uma webconferência com o tema “Onde há Enfermagem, há vida” como parte das comemorações dos 85 anos da Escola de Enfermagem da UFMG. A atividade foi realizada no Núcleo de Telessaúde da Faculdade de Medicina da UFMG e promovida pelo Projeto Telenfermagem para a equipe de enfermagem do PSF dos municípios do Estado de Minas Gerais cadastrados pelo Programa Nacional de Telessaúde Brasil Redes.

As coordenadoras do projeto, professoras Eliane Marina Palhares Guimarães e Solange Cervinho Bicalho Godoy, afirmaram que reconhecem a importância da campanha global Nursing Now que visa estimular a liderança e fortalecer a educação e o desenvolvimento dos profissionais da área de Enfermagem. “Desejamos contribuir para a melhoraria da saúde das populações por meio do aprimoramento do perfil e do status da enfermagem em todo o mundo, capacitando enfermeiros para que ocupem seu lugar no centro dos desafios de saúde do século 21".

web profas enf
A professora Kleyde Ventura explicou que campanha Nursing Now terminará em 2020, ano em que se celebrará o bicentenário de Florence Nightingale, e conta atualmente com a adesão de 30 países (incluindo o Brasil). Ela destacou os valores e princípios norteadores da campanha: “Todo mundo tem direito à saúde e à saúde”; “Todo mundo tem algo para ensinar e todo mundo tem algo para aprender”; “Uma abordagem de Saúde em Todas as Políticas - considerando as implicações para a saúde das decisões tomadas entre os setores - é vital”; “A melhoria da saúde depende de pessoas que trabalhem bem juntas” e “O sucesso da campanha depende do que acontece localmente”.
Segundo a professora, a frase Onde há vida, há Enfermagem busca humanizar a figura do profissional de Enfermagem e seu protagonismo, afinal, não haveria saúde se não fosse a Enfermagem. “A campanha Nursing Now se comunica diretamente com os enfermeiros, técnicos e auxiliares de Enfermagem”!

Ela pontuou que a saúde deve se transversalizar em todas as políticas, saúde, educação, direitos sociais e inclusão. “Onde há possibilidade de democracia, deve ter saúde. A melhoria da Saúde depende de todos e todas, como nos inserimos nessa relação de interdependência para avançar.

Ainda de acordo com Kleyde, no Brasil esta campanha está assumindo contornos diferentes. Destacou que o trabalho deve ser coletivo e que é necessário ter disponibilidade em aprender sobre a melhor forma de integralizar.
No que diz respeito às metas até o fim de 2020, a professora enfatizou: maior investimento na melhoria da educação, desenvolvimento profissional, normas, regulação e condições de emprego para enfermeiros; maior e melhor disseminação de práticas eficazes e inovadoras em enfermagem; maior influência para enfermeiras e parteiras na política de saúde global e nacional, como parte de esforços mais amplos para garantir que as forças de trabalho da saúde estejam mais envolvidas na tomada de decisões; mais enfermeiros em cargos de liderança e mais oportunidades de desenvolvimento em todos os níveis, entre outras.

Promoção da Saúde e da vida
A diretora da EEUFMG, Sônia Soares, contou sobre sua escolha pela enfermagem e destacou que cuidar de si e do outro é para sempre. “A enfermagem, de forma crescente, ajuda a transformar a vida das pessoas. O trabalho da enfermagem em diferentes dimensões assume sua importância não só no aspecto da interação individual, mas também no contexto social e coletivo frente ao desenvolvimento das políticas públicas de saúde. Quando tive orientação para escolher a profissão, fui motivada pelo cuidar de pessoas, que envolve algo muito complexo. Onde há Enfermagem, há também necessidade de promover e dar continuidade à vida e recuar à morte”, ressaltou.

Ela explicou sobre o conceito de salutogênese conceito criado pelo pesquisador Aaron Antonovsky em 1979, para designar as forças que geram saúde, e se opõem à patogênese, ou seja, às influências que causam a doença. “É um conceito primordial para prática de enfermagem e para essa temática discutida nessa webconferência. É a essência da produção do cuidado e resgate de forças mesmo em quem está adoecido. Ideia que podemos agregar ainda mais a nossa profissão”, enfatizou a professora Sônia.

Ela falou, ainda, sobre o senso de coerência, que significa um estado de harmonia e bem-estar com o meio social, familiar e consigo mesmo. “É preciso pensar sobre como estamos promovendo a vida, a saúde e quais as relações estamos prevalecendo para que o cuidado esteja integrado”, finalizou.
Assista a webconferência completa.