Calendário

Novembro 2020
Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
20
21
22
23
24
29

Professora e alunas promovem dia de cuidados para pessoas diabéticas e hipertensas no Centro de Saúde São Paulo

Mais de 80 pessoas participaram do circuito de atendimento oferecido pela Prefeitura no Centro de Saúde São Paulo, região Nordeste de Belo Horizonte, no dia 17 de junho. As ações beneficiaram as pessoas diabéticas e as hipertensas assistidas pela unidade de saúde. Com uma programação bem variada, o público teve à sua disposição avaliação de risco cardiovascular, avaliação do pé diabético quanto a neuropatias, aferição de pressão arterial e aula de Lian Gong. Os participantes também receberam orientações sobre alimentação saudável, o uso de medicação e tabagismo.

As atividades foram coordenadas por uma equipe do Centro de Saúde São Paulo, composta por fonoaudiólogo, farmacêutico e educador físico, e pelos alunos do Curso de Enfermagem da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), que fazem o estágio obrigatório na unidade de saúde: Aline Karla de Araújo Batista, Ana Luiza Vieira Loiola Santos, Debora Fernanda Silva, Débora Martins Silva, Larissa Aarestrup de Aquino Aguiar, Mariana de Assis Cabral Pereira e as alunas voluntárias Quezia hapuque Ferreira Miranda e Vitória Letícia da Silva, sob coordenação da professora da Escola de Enfermagem da UFMG, Alexandra Dias Moreira.


Centro de Saude BHAs alunas Ana Luiza Vieira, Mariana Cabral e Quesia Ferreira durante roda de conversa sobre educação em saúde

Para a farmacêutica do Núcleo Ampliado de Saúde da Família e Atenção Básica (NASF-AB) do Centro de Saúde São Paulo, Eliane da Silva Cruz, o objetivo principal do evento foi sensibilizar a população para a importância do cuidado com a saúde.

Para a professora Alexandra Moreira, que também acompanhou todas as atividades, o momento foi muito produtivo e de bastante aprendizado. “O foco de ações dessa natureza é promover a saúde e prevenir doenças, tornando acessível às pessoas orientações que são importantes para o rastreamento e identificação de doenças”, disse Alexandra.

Judite Gomes, 73 anos, usuária do Centro de Saúde São Paulo, aproveitou bastante os atendimentos e aprovou a iniciativa. “Hoje eu pesei, medi a minha pressão e aprendi muita coisa nova. Acho muito importante ações desse tipo, pois o que temos de mais precioso é a nossa saúde e precisamos cuidar bem dela”, ressaltou.
(Com Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Belo Horizonte)