Calendário

Hospital das Clínicas oferece pré-natal para homens

ambulatorio hcO Hospital das Clínicas da UFMG (HC-UFMG), administrado pela Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), é a primeira instituição de saúde de Belo Horizonte a oferecer o exame pré-natal masculino, inspirado na estratégia do Ministério da Saúde para estimular a população masculina a realizar um conjunto de exames preventivos durante a gravidez da parceira. A detecção precoce de várias doenças, no pai ou na mãe, pode gerar benefícios e ajudar na promoção da saúde do bebê a curto e a longo prazo, daí a importância de também os homens passarem pelo pré-natal.

Exames de sangue, como os de glicemia e colesterol, sorologias diversas e avaliação de peso, entre outros, agora podem ser realizados pelos companheiros paralelamente ao atendimento da mulher grávida no Ambulatório de Obstetrícia do HC-UFMG. Os homens também são orientados em relação a aspectos gerais da gravidez e ao cuidado com o recém-nascido, deixando de ser apenas acompanhantes para se tornar participantes e protagonistas de todos os momentos da gestação.

“O objetivo é atender o típico homem brasileiro: aquele que é saudável e não tem tempo para ir ao centro de saúde. Queremos aproveitar o momento em que ele se organiza para acompanhar a esposa ou namorada para ajudá-lo a melhorar a sua saúde”, afirmou a coordenadora do Ambulatório de Obstetrícia do HC e professora da Faculdade de Medicina da UFMG, Regina Amélia Aguiar, que está à frente do projeto.

De acordo com Regina Amélia, quando se detectar alguma doença durante o pré-natal masculino, o paciente será encaminhado para a Atenção Básica. “A atenção primária é o principal regulador da saúde. Por isso mesmo, nosso objetivo não é tirar o homem da Atenção Básica, mas sim ajudar na prevenção e promoção da saúde dessa pessoa que tem dificuldade de se cuidar no dia a dia”, ela explica.

A professora lembra que um homem com sífilis, por exemplo, pode não saber que tem a doença e transmiti-la à gestante durante as relações sexuais desprotegidas. A mãe pode passar para o filho durante a gestação ou o parto, o que pode ter consequências graves, como aborto espontâneo, parto prematuro, má-formação do feto, surdez, cegueira, dentre outros.

Embora o Pré-Natal do Parceiro seja parte da Atenção Primária e tenha sido normatizado pelo Ministério da Saúde em 2011, ele ainda não é realizado em Belo Horizonte. O HC-UFMG, que atende pacientes nos níveis secundário e terciário do Sistema Único de Saúde (SUS), inspirou-se nele para criar o seu próprio pré-natal do homem, que atende parceiros de gestantes de alto risco e risco habitual. “Queremos conscientizar os homens sobre a importância dele na gestação e sobre o quanto ele pode melhorar o resultado da gravidez. Além disso, é a oportunidade de dar visibilidade a uma proposta fundamental para a saúde pública”, diz a médica e professora.

Equipe
A equipe do Ambulatório de Obstetrícia do Hospital das Clínicas da UFMG, que atende gestantes de alto risco e risco habitual, é composta de 18 médicos, alguns deles também docentes, duas enfermeiras obstétricas e residentes das duas especialidades. O Ambulatório funciona de segunda a sexta-feira, nos turnos da manhã e da tarde. Para participar do pré-natal do homem não é preciso agendamento. Basta que a companheira seja paciente do Hospital das Clínicas e esteja realizando pré-natal na instituição.

O Ambulatório de Obstetrícia fica na Alameda Vereador Alvaro Celso, 117, Santa Efigênia.